Home » Vida Cristã

Desejos da carne

Avatar de Silvia Leticia  Carrijo de Azevedo Sa Por Silvia Leticia Carrijo de Azevedo Sa em 20 de fevereiro de 2010

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Porque do que é prazeroso á carne, a Bíblia trata como pecado? Porque renunciar a estes desejos se eles fazem parte da natureza humana?

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Desejo é a vontade de ter algo, cobiça, ou seja, desejar o que não é seu. Vontade exagerada. A nossa carne sempre deseja algo para satisfação, porém, nem sempre nos sentimos satisfeitos.

Tornamos-nos muitas vezes escravos dos nossos desejos sem ao menos percebermos. Pedro disse em sua segunda carne (2:19) que nos tornamos escravos do que nos vence. Se o que nos vence é o vicio, ele nos destruirá, seja em dividas, saúde, perda de emprego, família. Se nosso vício é sexual ficamos escravos do sexo libertino, exagerado e sem controle.

A carne nos faz promessas vazias, como: só hoje e paro, não importa o que desejamos, sempre prometemos a nós mesmos que damos conta de parar. São como poços sem água, só servem para destruição de quem não os enxerga.

Comparo o desejo da carne com o vento da chuva, vem faz uma bagunça tremenda, muito barulho, mas é levada embora, deixando muita sujeira, mas água para limpar o tempo não vem. Fica uma sensação ruim, o nariz seco e nada resolvido. Corremos a toa, retiramos roupas do varal a toa, deixamos de sair por nada.  São geradas grandes expectativas em nossos corações e nada, fica apenas o vazio no final.

A segunda marca do desejo da carne é a frieza moral, “especialmente aqueles que, seguindo a carne, andam em imundas concupiscências, e desprezam toda autoridade. Atrevidos, arrogantes, não receiam blasfemar das dignidades” (v.18).

Esta pregação é antiga, quando Pedro falava dos falsos mestres ele tocava neste assunto. Pregavam que a carne podia se satisfazer sem nenhuma conseguência. Estamos voltando a viver esta fase. O que importa é você, seu desejo e sua satisfação. É liberdade com sabor de libertinagem. Tudo posso, desde que me sinto bem e a vontade.

Quantas pessoas desejaram ardentemente algo e esquecem de quem está a sua volta  quando olham para trás não dão conta de consertar o erro. Este desejo por pessoas, por exemplo, chega ao ponto de morte, conhecido por “matar por amor”.

O desejo quando domina o coração de uma pessoa o seu raciocínio parece foge. Ficamos como que cegos. Não importa como, mas eu vou realizá-lo.

As pessoas que não tem controle do desejo se tornam escravas dele, e quem está a sua volta torna-se escravo da sua loucura.

Este desejo não vem de Deus, é destruição para sua alma. É loucura para sua vida, caminho de destruição e morte. Cilada do inferno. “Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.” (I João 2:16-17)

João listou três consequências dos desejos da carne. Desejo desenfreado por algo sem razão ou ilusão. A concupiscência dos olhos, porta de entrada. O materialismo inconseqüente. Ambição estimulada por aquilo que se vê.  E a soberba da vida. Soberba é ostentação. Com certeza, a carne, os olhos e as posses são dados por Deus e não é ruim a vida, o que a leva para o caminho errado a corrupção de nossos corações é ultrapassar todos os limites destes sentidos. É a nossa oposição a santidade de Deus em nós.

Quando eu digo NÃO ao desejo da carne, eu me livro da escravidão. Chega de viver escravo do meu desejo, das minhas loucas vontade. Sem pensar que cada ato, seja ele pequeno ou grande alguém sofrerá suas consequências, seja eu e minha família ou outros que nem sei quem são. Se roubo alguém fica sem, se abuso sexualmente, alguém sofre. Somente Deus em Cristo Jesus pode mudar os desejos da carne e transforma-los em domáveis por nós. Devemos levar cada pensamento a Cristo, seja qual for não importando hora e lugar. Não seja escravo da sua carne, deixe-a sobre os pés da cruz de Cristo.

A vida em santidade vale muito mais, pois o prazer é momentâneo, mas o seu fim é caminho de morte. Muitas das vezes não física, mas emocional, familiar e outras, até mesmo a física no caso de vícios, bebedeira e outras. Enquanto a vida há solução em Cristo. Venha hoje para os braços do Pai. Deixe-o cuidar de cada ferida provocada pelos desejos da carne. Só você sabe o que passa em sua mente e coração. Eu não sei, mas você se conhece, quantos desejos te atormentam nunca os confessou por vergonha, agora é hora. Jesus te ouve. E tem sempre a melhor resposta para nossas aflições.

 
 

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

2 comentaram, comente você também!

  1. amei seu estudo sobre a vontade da carne que Deus fale comigo atraves deste estudo seu.me ajude em oração sou evangelico IEQ.que Deus te abençoe……

  2. Muito obrigada por suas palavras minha irmã. Creio que muitos do que leram estavam precisando ouvir isso, assim como eu. Que o Senhor te abençoe cada dia mais e lhe faça muito feliz!

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,002 comentários no Estudos Bíblicos.