Home » Estudos por VC, Vida Cristã

As deformações humanas que Deus abomina

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

As deformações humanas que Deus abomina

As deformações na alma humana que Deus abomina

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

“ Estas seis coisas o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma abomina:
Olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente,
O coração que maquina pensamentos perversos, pés que se apressam a correr para o mal,
A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos.” (Pv.6:16-19)

Deus em sua bondade e amor, reconhece as deformações humanas e por isso abomina determinados sentimentos e ações que na verdade são o indício das alterações no coração e açao de um grande traidor e infiél espiritual, pois em Satanás iniciou da mesma forma a deformação que o levou a queda e a rebelião que o destruiu eternamente:

Portanto vamos denunciar e aprender a vencer estas 6 coisas que Deus repudia tenazmente no ser humano :

1) Vencer a Soberba

O primeiro sentimento que Deus denuncia através do sábio Salomão é a Soberba, o “olho altivo”, que significa o sentimento de superioridade que nasce no coração do presunçoso que julga inferior todos os que estão ao seu redor e por orgulho e sentimento de dominação não aceita ser igualado ou estar submetido a njnguém, pois sua empáfia não o permite, nem sequer ouvir, encarar, quanto menos conviver com as pessoas capacitadas, pois sempre quer ser o melhor, o único, e quer ser venerado por todos. Quando percebe que alguém lhe é superior simplesmente despreza esta pessoa tentando submete-la a si mesmo, já que quer ver todos rebaixados diante de si.

1)Porque devemos repudiar a Soberba:

A)A Soberba nasceu em Satanás:

Satanás elevou o seu coração, a altivez entrou em seu espírito e ele se corrompeu, sua visão de se engrandecer e desprezar ao Deus Todo Poderoso , levou-o a atitudes doentias, e sem noção da realidade, tomado pela vanglória incomodado pela posição que Deus ocupava, arquiteta destronar o Criador, mesmo sendo um ser criado, estava cego e tomado pela altivez, age, com infidelidade, rebelião, loucura e insensibilidade, pois ele até então era um ser amado por Deus.

“Já foi derrubada na sepultura a tua soberba com o som das tuas violas; os vermes debaixo de ti se estenderão, e os bichos te cobrirão.
Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações!
E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.
Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo.
E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo.” (Ez.14:11-15)

“ Pela tua sabedoria e pelo teu entendimento alcançaste para ti riquezas, e adquiriste ouro e prata nos teus tesouros.
Pela extensão da tua sabedoria no teu comércio aumentaste as tuas riquezas; e eleva-se o teu coração por causa das tuas riquezas;
Portanto, assim diz o Senhor DEUS: Porquanto estimas o teu coração, como se fora o coração de Deus” (Ez.28:4-6)

B) A Soberba antecede a queda:

Como vimos o que Satanás colheu tomado pela Soberba foi a sua própria ruína, e geralmente este sentimento se alimentado gerará uma cegueira espiritual que impede a pessoa de se submeter, ouvir conselhos direções ou até a Palavra de Deus e por se julgar auto-suficiente, não atende aos avisos de perigos que estão diante de si, e inevitavelmente vive uma grande queda.

“A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda.” (Provérbios 16 : 18)

O soberbo como vimos vive em prol de si mesmo, das suas razões, convicções, não aceitando conselhos nem direções pois se julga conhecedor e superior a todos, logo a conseqüência é a morte primeiramente espiritual.
“O homem, pois, que se houver soberbamente, não dando ouvidos ao sacerdote, que está ali para servir ao SENHOR teu Deus, nem ao juiz, esse homem morrerá…” (Deuteronômio 17 : 12)

C) Deus resiste as orações e pedidos do soberbo:

A vida do soberbo torna-se muito difícil, pois embora ele se julgue superior nada é, e vive barrando em suas limitações, vemos o diabo que até hoje insiste em querer provar que tem poder, e todos os dias esta caindo e sendo derrotado pela mão forte de Deus, até o dia em que Deus o exterminará definitivamente.Assim é na vida do altivo, ele se julga, se eleva , se exalta , se ensoberbece, pisa nas pessoas, humilha, rejeita as pessoas deseja viver o grande porém sempre fica” nadando na praia’ , sempre fica aquém das expectativas que arquitetou para si, pois Deus não entra nas causas deles e eles tem que lutar sozinhos , confiados em sua força e capacidade pessoal, que nada podem acrescentar-lhes além do normal, pois o sobrenatural e o abrir de portas extraordinárias procede das mãos de Deus.

“Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.” (Tiago 4 : 6)

Simbolicamente o céu fica de ferro para o soberbo, as suas muitas falações não entram e sua terra se torna de cobre pois as suas muitas semeaduras, e tentativas de sussesso não dão certo e não fecundam , logo ele vive desequilibrado.

“Porque quebrarei a soberba da vossa força; e farei que os vossos céus sejam como ferro e a vossa terra como cobre.” (Levítico 26 : 19)

Exemplo. Hamã passou a vida exaltando-se e pisando em Mardoqueu que era humilde de coração , porém era um grande judeu aos olhos de Deus, e acabou perdendo seu lugar para Mardoqueu e todo o mal que tramara contra ele viveu sobre sua casa e família. (Ester)

2) Consequências da humildade:

Ao contrário do olhar altivo, a pessoa humilde mesmo reconhecendo suas habilidades e potenciais, procura colocar-se sempre a serviço do próximo. O humilde não é aquele que olha com desdém para si mesmo, que não se ama ou que sofre de baixa auto-estima, mas pelo contrário pois ele mesmo sabendo quem é como filho de Deus, sempre quer potencializar ao próximo e fazer crescer aos que ele vê caído ou diminuídos em seus potenciais durante a jornada. Enquanto o olhar altivo quer ver todos abaixo de si mesmo e de todas as formas tenta despontencializar as pessoas o humilde procura elevar o próximo não só até a sua dimensão mas até acima, pois tem prazer em servir e formar pessoas e está muito bem resolvido consigo mesmo, pois como Cristo ensinou, primeiramente se ama e assim consegue amar o próximo também.

A) Deus não deixará esquecido o humilde:
Enquanto o altivo vive o céu de ferro, ele fica lutando sozinho na terra, com toda sua arrogância o humilde ao contrário não fica esquecido Deus sempre estará com os olhos sobre ele e não o desamparará no devido tempo o livrará e abençoará,

“Ainda que o SENHOR é excelso, atenta todavia para o humilde; mas ao soberbo conhece-o de longe.” (Salmos 138 : 6)

B) Deus mesmo eleva o humilde:
Enquanto o soberbo se eleva, se exalta, se auto entitula e nada alcança de consistente, o humilde em sua sinceridade pela mão forte de Deus, mesmo sem enxergar as possibilidades e até sem ver em si capacidade para o grande alcançará a exaltação do Senhor.

“Assim diz o Senhor DEUS: Tira o diadema, e remove a coroa; esta não será a mesma; exalta ao humilde, e humilha ao soberbo.” (Ezequiel 21 : 26)

“A soberba do homem o abaterá, mas a honra sustentará o humilde de espírito.” (Provérbios 29 : 23)

C) Deus salva o humilde:
O humilde caminha pelo caminho da retidão, respeito ao próximo,e porque opta pelo caminho da respeito parece que sua jornada é mais longa, pois opta por não pisar em ninguém, em não usar das armas do soberbo porém mesmo que pareça vencido pelo tempo, Deus o salvará de suas dores e o que plantou na caminhada colherá, pois Deus não deixará o humilde ser consumido pelo mal e humilhação, pois com o coração limpo ele busca forças em deus para caminhar e deus sempre o libertará de seus opressores.

“Quando te abaterem, então tu dirás: Haja exaltação! E Deus salvará ao humilde.” (Jó 22 : 29)

Exemplo: Moisés por muito tempo julgou-se apto para representar e salvar os judeus, afinal fora formado na lei e conhecimento dos egípcios era portador do mesmo conhecimento que os grandes da terra, porém enquanto se julgou superior tentou resolver as coisas na força do braço, matando um egípcio e acabou naufragando, pois em sua força e presunção não resolveria nada. Porém depois que foi enviado para o deserto, passado 40 anos já se julgava inapto até, neste momento Deus o chama e diz que ele está pronto para libertar o povo cativo das mãos de Faraó. (Exodo)

2. Vencer a Mentira.

A segunda prática denunciada pelo sábio Salomão é a “língua mentirosa” como o olhar altivo a mentira também nasceu em Satanás, a pessoa mentirosa é uma pessoa que não se submete a verdade, que cria situações ou fatos a fim de alcançar seus objetivos pessoais ou obscuros, a pessoa mentirosa é capaz de criar estórias fictícias que envolva pessoas ou até a respeito de si mesma, visando se sair bem em uma situação.

1) Porque devemos repudiar a Mentira:

A) A mentira procede de Satanás

A mentira nasceu no coração de Satanás, movido pela soberba, começou a inventar coisas e situações contra Deus e Sua Onipotência afim de tentar ocupar o Santo lugar, como Deus é perfeito em “juízo e Justiça” ele nunca teria o que falar, porém recorreu a mentiras, para tentar manchar a imagem de Deus e assim contaminar mais anjos para se rebelarem, Satanás convenceu ⅓ dos anjos de Deus que juntaram-se numa grande batalha contra Deus.Porém Deus em Sua Glória facilmente lançou-os fora do céu, e milênios depois diante da criação do ser humano Satanás do abismo se manifesta com a mesma estratégia para derrubar o ser humano, seduz com mentiras a Eva.

“Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (João 8 : 44)

B) A mentira cauteriza a consciência:

A pessoa mentirosa foge das consequências do seu erros, não assume suas responsabilidades e muitas chegam a acreditar na ficção que criaram visando não serem punidos, cobrados ou até mesmo serem considerados vítimas das circunstâncias. A mentira cauteriza a consciência e há pessoas que chegam a chorar tentando confirmar que as suas mentiras são verdades e ainda tentam convencer os outros disso com convicção pois o mentiroso chega em um estado de acreditar na própria mentira, mesmo que todos se oponham contando a verdade, ele insiste e até briga pois sua mente está corrompida e cauterizada:

“Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;” (I Timóteo 4 : 2)

C) A mentira aprisiona o Homem:

A mentira é como uma rede que vai aprisionando a alma, o coração e os relacionamentos da pessoa, ela se fixa de tal maneira na vida da pessoa que esta torna-se refém , tendo que viver sempre atenta para mantê-la e não cair em contradição. Logo, o mentiroso,torna-se um prisioneiro espiritual, pois se por acaso em um dia esquecer de manter a mentira que falou, todos detectarão a fraude e cobraram a verdade , e isto tem destruido casamentos, relacionamentos, vínculos empregatícios, etc pois o mentiroso é indigno de confiança, e quando por esquecimento resolve não manter a mentira que criou é exposto e denunciado pelos amigos, familiares portanto o mentiroso é aprisionado pela mentira, pois senão será descoberto e e por si só será expelido, se até na casa de Deus ele não suportará ficar, quanto mais na convivência com os mortais falhos e intolerantes, o caminho do mentiroso é incostante nunca ele estará firme, pois está sujeito sempre a descobrirem suas fraudes e ele cair.

“Pelo pecado da sua boca e pelas palavras dos seus lábios, fiquem presos na sua soberba, e pelas maldições e pelas mentiras que falam.” (Salmos 59 : 12)

“O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que fala mentiras não estará firme perante os meus olhos.” (Salmos 101 : 7)

4. Consequências da Verdade:

A) A verdade traz paz e tranquilidade:

Enquanto o mentiroso vive atormentado e atento e preocupado em manter suas mentiras, para que não chegue o fim sua caminhada de enganos e ele seja descoberto por uma contradição, o verdadeiro não tem do que se intimidar e nada tem a temer, tem paz nos relacionamentos e na convivência com os demais pode descansar, fica tranqüilo pois sabe que as palavras que saíram da sua boca são verdade:

“O remanescente de Israel não cometerá iniqüidade, nem proferirá mentira, e na sua boca não se achará língua enganosa; mas serão apascentados, e deitar-se-ão, e não haverá quem os espante.” (Sofonias 3 : 13)

B) A verdade liberta:

Enquanto a mentira aprisiona, deixa o ser humano refém, a verdade liberta, pois a pessoa verdadeira não deve nada a ninguém, o verdadeiro está livre em sua consciência e alma, pois não está amarrado a estórias ou fábula alguma, e Deus o abençoa:

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8 : 32)

C) A verdade permite ao Homem habitar na Presença de Deus:

Jesus é a verdade, logo quem anda na verdade anda com Deus e pode manter-se debaixo desta proteção e presença sagrada, a pessoa verdadeira pode conviver com Deus sem constrangimentos, enquanto o mentiroso não consegue permanecer, o verdadeiro tudo revela ao Senhor, nada encobre mas confessa e deixa alcançando a misericórdia.

SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?
Aquele que anda sinceramente, e pratica a justiça, e fala a verdade no seu coração. (Sl.15:1-2)

3 . Vencer a Injustiça

Deus abomina o “derramar do sangue inocente”, a injustiça no condenar o parcialismo no tratar, no julgar, há pessoas que tem matado espiritualmente as outras, simplesmente porque não lhe agradam, não correspondem a imagem ou ao molde que estabeleceram como ideal. Deus não vê a aparência Deus vê o coração, por isso nunca devemos julgar e imputar culpa a pessoas simplesmente porque não nos agradam, mas devemos ser justos com os amigos e com desconhecidos, assim não haverá parcialidade, mas um tratamento justo:

1) Porque devemos repudiar a Injustiça:

A) Porque Deus abomina a injustiça:

Deus é Justo e assim como dá a chuva sobre os ímpios e sobre os retos, permitindo as mesmas oportunidades a todos, da mesma forma quer que os seus servos sejam imparciais, neutros no julgar pois quando são partidários em suas relações podem errar e cometer injustiças:

“Porque abominação é ao SENHOR teu Deus todo aquele que faz isto, todo aquele que fizer injustiça.” (Deuteronômio 25 : 16)

B) Porque Deus julga retamente e não pela aparência:

Muitos transparecem ser o que não são, e almejam assim ocupar os espaços dos verdadeiros servos de Deus, a pessoa que julga pela aparência cederá diante destes que se fazem passar por dignos mas não o são, abrindo a porta para que ocupem lugares que não são seus pelo engano, Jesus chamou de “sepulcros caiados” pois aparentam estar brancos externamente e dentro ocultam grande podridão “ossos secos” , Deus vê o coração, procure ter discernimento e não favorecer ninguém por amizade, adulação ou aparência.

“Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração.” (I Samuel 16 : 7)

C) Porque na injustiça há corrupção e destruição:

A pessoa que não julga pelo que é certo, mas favorece amigos ou busca o interesse próprio constrói um grande mal, pois habilita pessoas erradas a ocuparem lugares de onde injustamente liderarão e como não valorizam osvalores de Deus, continuarão em uma cadeia de destruição, elevando pessoas conforme o seu padrão errado de ver, de ser e de julgar. Assim é erguido um castelo de pessoas interesseiras, hipócritas, bajuladoras, falsas, contaminadas, pois na cadeia de avaliação sempre optarão pelos corruptos como eles são e assim sempre perseguirão e matarão os inocentes, pois o coração sincero, a verdade, a pureza,a retidão,a justiça e a imparcialidade não lhes interessa mas lhes incomoda, Devemos combater fortemente a corrupção e toda cadeia de manipulação e hipocrisia com a verdade e justiça no julgar, tratar e decidir.

“As suas mãos fazem diligentemente o mal; assim demanda o príncipe, e o juiz julga pela recompensa, e o grande fala da corrupção da sua alma, e assim todos eles tecem o mal.” (Miquéias 7 : 3)

“Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.” (João 7 : 24)

“Dar importância à aparência das pessoas não é bom, porque até por um bocado de pão um homem prevaricará.” (Provérbios 28 : 21)

2) Consequências da Justiça:

A) A justiça revela os filhos de Deus:

No julgar e tratar retamente é manifestado os verdadeiros seguidores do Senhor Jesus, pois amam a verdade são dignos e sempre prezarão pela retidão e dignidade, e tudo o que for além disso não procede de Deus, pois jamais um filho de Deus optará em favorecer um maligno e contaminado em intenções pelo que ele tem ou oferece financeira ou visivelmente pois o filho de Deus prezará pela justiça e favorecerá, beneficiará ou dará oportunidades para aquele que realmente for merecedor disto:

“Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus.” (I João 3 : 10)

B) A justiça traz o derramar da unção de Deus em porção dobrada:

Deus honrará aqueles que de coração puro prezam pelo que é certo, Deus reconhece e derrama sua unção sobre estes que são imparciais no tratar, julgar e relacionar pois são pessoas que não se vendem nem são compradas pelos manipuladores, bajuladores e ostentadores pois sabem que tudo que receberão virá da mão de Deus em uma porção muito maior do que um hipócrita possa oferecer, pois sabem que Deus é justo.
Deus dos altos céus só fica olhando aqueles que não se deixaram comprar que permanecem retos, pois ama a justiça.

“Porque o SENHOR é justo, e ama a justiça; o seu rosto olha para os retos.” (Salmos 11 : 7)

“Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.” (Hebreus 1 : 9)

C) A Justiça traz bênçãos de Deus sobre a casa:

A pessoa que remove a injustiça do seu lar, dos seus relacionamentos familiares e casa, traz libertação sobre a sua vida, limpeza , firmeza, tranqüilidade, confiança, esperança, calma e vitória. Em todos os ambientes seja justo e nunca derrame sangue inocente, nunca lese e nem prejudique um justo do Senhor, pois quando fazes isso beneficiarás algum impostor, agindo assim em todas as áreas, prezando pelo que é certo, Deus te abençoará em tudo que colocares sua mão:

“Se há iniqüidade na tua mão, lança-a para longe de ti e não deixes habitar a injustiça nas tuas tendas
Porque então o teu rosto levantarás sem mácula; e estarás firme, e não temerás.
Porque te esquecerás do cansaço, e lembrar-te-ás dele como das águas que já passaram.
E a tua vida mais clara se levantará do que o meio dia; ainda que haja trevas, será como a manhã.
E terás confiança, porque haverá esperança; olharás em volta e repousarás seguro.
E deitar-te-ás, e ninguém te espantará; muitos suplicarão o teu favor. “(Jó 11: 5,16-19)

“Melhor é o pouco com justiça, do que a abundância de bens com injustiça.” (Provérbios 16 : 8)

4. Vencer a Mente Maligna

Porque devemos repudiar Maquinação Maligna:

A) O maquinar o mal iniciou em Satanás:

Satanás antes de ousar sua tentativa falida de destronar a Deus, primeiramente maquinou todo o plano , ele era ungido andava no caminho, até que seu coração se encheu de perversidade, o interior dele se encheu de maquinações violentas e pecado, planejando a derrubada de Deus, arquitetando toda a investida contra o Trono do Rei dos reis. Antes da ação houve um planejar, logo esta é a estratégia de Satanás lançar a semente do mal no interior para que no decorrer dos tempos ele consiga levar a ação precipitada ou maligna que ele planejou:

“ Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas.
Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti.
Na multiplicação do teu comércio encheram o teu interior de violência, e pecaste; por isso te lancei, profanado, do monte de Deus, e te fiz perecer, ó querubim cobridor, do meio das pedras afogueadas.
Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti.
Pela multidão das tuas iniqüidades, pela injustiça do teu comércio profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu e te tornei em cinza sobre a terra, aos olhos de todos os que te vêem. (Ez. 28: 14-17)

B) Maus pensamentos são um ninho de serpente venenosas:

O pecado do povo vai além de práticas ilícitas, Deus abomina a pratica de “chocar ovos de serpente”, a serpente é Satanás que lança suas setas, sementes ou ovos na mente das pessoas a fim de que estas aninhem idéias doentias, pecaminosas, malignas, contaminadas e depois de chocar esses pensamentos ou ovos geram uma víbora ou seja o fruto que ele almeja e envenena mais pessoas e até a própria mente envolvida:

” EIS que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir.
Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouçaChocam ovos de basilisco, e tecem teias de aranha; o que comer dos ovos deles, morrerá; e, quebrando-os, sairá uma víbora.” (Isaías 59 : 1-2,5)

“AI daqueles que nas suas camas intentam a iniqüidade, e maquinam o mal; à luz da alva o praticam, porque está no poder da sua mão!” (Miquéias 2 : 1)

“Há no seu coração perversidade, todo o tempo maquina mal; anda semeando contendas.” (Provérbios 6 : 14)

c) Maus pensamentos revelam que há um coração contaminado:

A pessoa tomada por más intenções, pensamentos malignos, maquinações perversas na verdade revela que seu coração está em trevas, que o seu interior está totalmente tomado, pois o que ele exala é só má intenção, arquitetando planos de ódio, amargura, vingança, revoltas, violências, adultérios…Não alimente os maus pensamentos pois eles podem se tornar em ações:

“Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias.” (Mateus 15 : 19)

“Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.” (Tito 1 : 15)

2) Consequências da Mente Sadia:

A) A mente sadia é renovada e alcança a Vontade de Deus:

A mente livre do mal e das sementes do maligno, está aberta para receber a revelação do querer de Deus, e por não estar contaminadas por maus pensamentos consegue deslumbrar a boa, a agradável e a perfeita vontade do Senhor.

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12 : 2)

B) A mente sadia é iluminada e sabe que tem acesso à plenitude:

Porque não esta dominada pelas obras das trevas, por pensamentos perversos e imundos é iluminada e compreendendo a sua existência desenvolve projetos para o Senhor e usufrui de todas as riquezas espirituais em sabedoria como uma mente ptivilegiada e ungida pelo Senhor.
“Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos;” (Efésios 1 : 18)

C) A mente sadia tem domínio sobre a resistente mente perversa:

Um servo de Deus com a mente renovada é iluminado pela Sabedoria do Espírito Santo tendo autoridade e domínio sobre toda perversidade e malignidade humana, destruindo pela unção todo mal lançado por aqueles que aninham o mal em seu coração e mente, sendo inatingíveis pelas setas do malignos submetem a Cristo todo pensamento perverso e desobediente e adoram ao Senhor:

“Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo;” (II Coríntios 10 : 5)

5. Vencer a Apostasia

Os pés que se apressam para fazer o mal, simbolizam as pessoas que “tem pressa de sair da presença do Senhor” , pessoas que são mais inclinadas para cumprirem o desejo da sua carne e alma do que manterem-se no propósito que Deus determinou, estes tem pressa para fazer o mal, prejudicarem alguém, satisfazerem seu ego ou carne. Há muitas pessoas vivendo a apostasia, pois corriam com facilidade para satisfazerem suas vontades enquanto para ouvir a voz de Deus ou obedecer-lhe o faziam com insatisfação, descaso e murmuração.

1) Porque devemos repudiar a Apostasia:

A) Porque não devemos nos afastar do Senhor:

A pressa em correr no sentido oposto a vontade de Deus nos leva á destruição e morte, pois só em Deus há vida abundante, por isso jamais se precipite como coisa alguma, mas com confiança aguarde no Senhor que tudo fará pela sua vida e te irás bem, pois se correres ao contrário Deus por respeito ao teu livre arbítrio te deixará caminhar sozinho. Não ceda diante das vozes contrárias, não se deixe seduzir pelo mal, mas vence o mal pela fidelidade e determinação pois Deus te honrará.

“Não te apresses a sair da presença dele, nem persistas em alguma coisa má, porque ele faz tudo o que quer.” (Eclesiastes 8 : 3)

“MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;” (I Timóteo 4 : 1)

“… Assim diz Deus: Por que transgredis os mandamentos do SENHOR, de modo que não possais prosperar? Porque deixastes ao SENHOR, também ele vos deixará.” (II Crônicas 24 : 20)

B) Porque o caminho da apostasia é amargo e doloroso:

Ainda que por deslumbramento ou ansiedade queiras te antecipar em alguma coisa, o correr á frente só te trará decepção , pois Deus tem o tempo determinado para fazer as coisas acontecerem na sua vida, corra mas na direção que Deus te mostrar e não em direção contrária por carnalidade ou desespero, pois só te decepcionarás. Lá na frente como Sara (Gen.16 e 21) se arrependerás da atitude imponderada que tomaste e lamentarás as dores e tormentas que colheste sem precisar:

“A tua malícia te castigará, e as tuas apostasias te repreenderão; sabe, pois, e vê, que mal e quão amargo é deixares ao SENHOR teu Deus, e não teres em ti o meu temor, diz o Senhor DEUS dos Exércitos.” (Jeremias 2 : 19)

C) Porque a ansiedade e precipitação cega e te afasta do querer de Deus:

Deus tem um caminho de paz preparado para os seus e quando estes se apressam julgando que sabem o que é melhor para si, por precipitação passam á frente de Deus e como o filho pródigo correm para sua própria ruína e auto-destruição. Correr para satisfazer sua carne , seu ego, suas vontades em detrimento à vontade de Deus é caminho de morte, pois há situações que aos nossos olhos são maravilhosas mas no final são ilusão e tristeza.

“Por que, pois, se desvia este povo de Jerusalém com uma apostasia tão contínua? Persiste no engano, não quer voltar.
Eu escutei e ouvi; não falam o que é reto, ninguém há que se arrependa da sua maldade, dizendo: Que fiz eu? Cada um se desvia na sua carreira, como um cavalo que arremete com ímpeto na batalha.” (Jeremias 8 :2- 5)

2) Consequências de Correr para os braços do Pai:

A) Correr para o Pai é alcançar segurança:

Deus é refúgio, socorro bem presente, se na tribulação, desespero, ansiedade ou angústia corrermos para os seus braços e não para longe dele, encontraremos refúgio e proteção em meio a dor. Enquanto correr para longe do Pai, correr para fazer o mal traz desgosto e amargura correr para o querer de Deus traz segurança e vitórias sem fim.

“Torre forte é o nome do SENHOR; a ela correrá o justo, e estará em alto refúgio.” (Provérbios 18 : 10)

B) Correr para o Pai é viver a honra e restauração:

Se apressar em fazer o mal e distanciar-se de deus traz ruína, porém quando o filho pródigo resolveu voltar para o pai, voltou o seu coração novamente para os propósitos então viveu a restituição, o correr para fazer o que é certo traz a benção na caminhada (novas alparcas nos pés), renovo da aliança e promessas (anel) proteção restaurada (novas roupas) e retorno do júbilo ao coração (festa) .

“E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou.
E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.
Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés;
E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos;
Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se.
” (Lucas 15 : 20)

C) Corra para fazer o bem:

Não seja ansioso nem precipitado, ao invés de apressar os passos para se desviar da vontade do Senhor, ao invés de correr para satisfazer o seu ego ou seu eu, corra para fazer a vontade do Senhor na terra, corra para praticar o bem, para fazer a vontade do Pai e Deus renovará as suas forças “correrás e não te cansarás”.

Corra como Abraão para servir a trindade e adorar ao Senhor com sua oferta:

“”E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele. E vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro e inclinou-se à terra,” (Gênesis 18)

Corra como Esaú para se reconciliar com o irmão Jacó e liberar perdão sobre os que te ofenderam ou traíram:

“Então Esaú correu-lhe ao encontro, e abraçou-o, e lançou-se sobre o seu pescoço, e beijou-o; e choraram.” (Gênesis 33 : 4)

Corra como Davi para o combate e para submeter os inimigos de Deus:

“E sucedeu que, levantando-se o filisteu, e indo encontrar-se com Davi, apressou-se Davi, e correu ao combate, a encontrar-se com o filisteu.”
“Por isso correu Davi, e pôs-se em pé sobre o filisteu, e tomou a sua espada, e tirou-a da bainha, e o matou, e lhe cortou com ela a cabeça; vendo então os filisteus, que o seu herói era morto, fugiram.” (I Samuel 17 : 48,51)

Corra jovem para anunciar a Palavra do Senhor:

“E disse-lhe: Corre, fala a este jovem, dizendo: Jerusalém será habitada como as aldeias sem muros, por causa da multidão dos homens e dos animais que haverá nela.” (Zacarias 2 : 4)

Corra como Paulo para alcançar a excelência e a salvação eterna:

“ Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.
E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.
Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.
Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.” (I Cor.9:24-27)

6. Vencer a Difamação:

Caluniar, difamar as pessoas é abominável diante do Senhor, Deus em sua justiça e verdade rejeita tal prática que não deve existir no meio do povo de Deus. Existem pessoas que distorcem e criam estórias contra as pessoas e julgam normal tal conduta, que é totalmente reprovável, pois testificar contra o irmão com mentiras traz marcas profundas no que é vítima desta maldade:

1) Porque devemos repudiar o difamar:

A) Deus não admite o difamar no meio do povo de Deus:

Deus em sua onipresença reprova o acusar falsamente e quer que o seu povo escolhido também não admita esta prática, não se envolvam em boatos e difamações pois as palavras tem poder de matar e dar vida. A infâmia só visa macular, desonrar e gerar escândalo o que deve ser combatido tenazmente:

“NÃO admitirás falso boato, e não porás a tua mão com o ímpio, para seres testemunha falsa.” (Êxodo 23 : 1)

B) Quem difama é contaminado interiormente:

O difamador, caluniador é na verdade uma pessoa enferma sentimentalmente e carrega sentimentos doentios de amargura, ódio, ressentimentos ou maus pensamentos a respeito daquele que tanto aborrece por palavras, comentários ou boatos, por isso quem dá ouvidos à um caluniador está dando ouvidos para mentiras geradas por uma mente perversa e um coração amargo:

“A língua falsa odeia aos que ela fere, e a boca lisonjeira provoca a ruína.” (Provérbios 26 : 28)

C) O difamador colherá o que plantou:

O caluniador será julgando na mesma medida que julga, pois esta é a lei espiritual, e colherá inevitavelmente aquilo que plantou, Deus em sua onipotência retribui a cada um conforme as suas obras, portanto o mal que planejou fazer acabará vivendo, como Hamã acabou sendo enforcado na própria forca que levantou contra Mordecai , um servo fiel do Senhor que nada tinha a dever, e por sua fidelidade a Deus viveu o livramento e o inimigo Hamã nela se enforcou.(Est.7:10)

“ E os juízes inquirirão bem; e eis que, sendo a testemunha falsa, que testificou falsamente contra seu irmão,
Far-lhe-eis como cuidou fazer a seu irmão; e assim tirarás o mal do meio de ti. (Det. 19:18-19)

“A falsa testemunha não ficará impune e o que respira mentiras não escapará.” (Provérbios 19 : 5)

2) Consequências do Bendizer:

A) Quem abençoa tem comunhão com Deus:

Enquanto o difamador é tomado por infâmia e fala mal visando destruir, o abençoador não faz mal ao seu próximo, não difama com a sua língua mas fala bem pois não quer ver o próximo envergonhado e caído e por ter as características de Deus de construir a imagem das pessoas e bendizê-las sempre terá acesso aos céus.

” SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?
Aquele que não difama com a sua língua, nem faz mal ao seu próximo, nem aceita nenhum opróbrio contra o seu próximo;” (Salmos 15 : 1,3)

B) O bendizer e não difamar revela cura interior:

O fruto do Espírito Santo é o domínio próprio portanto os nosso lábios devem ser firmes no Senhor e se Deus abomina o difamar devemos rejeitar definitivamente tal prática afim de jorrar realmente fonte doce de nossas vidas, palavras aprazíveis, pois procedem de um coração limpo, perdoador, misericordioso, verdadeiro pois quem ama a verdade jamais inventará mentiras sobre alguém:

.
“ Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.
Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?
Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos? Assim tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce.
” (Tg.3:9-12)

C) Quem bendiz será galardoado e reconhecido como filho de Deus:

O nosso comportamento diante da adversidade revelará o que existem na nossa essência, se na raiva, mágoa, tristeza, decepção com alguém nos apegamos a armas tão doentias como o difamar para se vingar, demonstramos que não renascemos espiritualmente porém se diante dos adversários demonstrarmos atitudes de cura, limpeza e pureza Deus nos recompensará e com misericórdia nos tratará como filhos seus, pois optamos por pagar o mal com o bem, amar o inimigo, fazer bem ao que nos odeiam, bendizer aos que nos maldizem e orar pelos que nos caluniam é o que Jesus nos ensinou.

“ Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam;
Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam.
Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses;
E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir.
E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também.
E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam.
E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo.
E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto.
Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.
Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.
Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão.
” (Luc.6:27-37)

7. Vencer a fofoca e contendas:

Salomão expos esta sétima deformação como a mais abominável aos olhos do Senhor, a prática de semear contenda entre os irmãos, pois agindo assim a pessoa esta sendo uma destruidora de lares, relacionamentos, amizades e geradora de enfermidades como amargura, tristezas, dores e até lágrimas. Satanás causou divisão nos céus com seus falatórios e contaminações trouxe condenação eterna àqueles que ele conseguiu contaminar com a rebeldia, dureza e obstinação, de mesma forma o gerador de divisão entre pais e filhos, familiares, amigos, esta trazendo grande destruição e contaminação para os corações, através da fofoca, falatórios inúteis está semeando divisão e contaminando relacionamentos com a tensão , brigas, separações, inimizades, mágoas e pior falta de perdão:

1) Porque devemos repudiar a fofoca e divisões:

A) Pois o Senhor não quer que andemos como mexeriqueiros

Deus escolheu e levantou um povo para lhe serem testemunhas, testificarem dos seus feitos e poder e não para ficarem se envolvendo em assuntos que não são seus e ainda expondo famílias, relacionamentos e vínculos, muitos ao invés de serem instrumentos de Deus para semearem paz, respeito, fé entre as pessoas tem sido responsável por semear contenda entre irmãos, destruindo corações , contaminando lares e relações com esta malignidade, se depender de você tenha paz com todos, não seja responsável pela divisão, separação, destruição de ninguém:

“Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo; não te porás contra o sangue do teu próximo. Eu sou o SENHOR.” (Levítico 19 : 16)

“O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto.” (Provérbios 11 : 13)

B) Porque no fofocar e contender há perversidade:

O verdadeiro servo de Deus, será portador de boas novas , pois tem prazer em ver a restauração , a cura e a vitória das pessoas porém os falatórios inúteis só geram sentimentos e atitudes ímpias, malignas e promovem a separação enquanto Deus quer produzir reconciliação e comunhão a pessoa maligna usa de todos os meios para gerar a divisão, através de palavras, gestos, acusações e olhares acusadores sempre está tentando semear a confusão:

“Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade.” (II Timóteo 2 : 16)

“ O homem mau, o homem iníquo tem a boca pervertida.
Acena com os olhos, fala com os pés e faz sinais com os dedos.
Há no seu coração perversidade, todo o tempo maquina mal; anda semeando contendas.
Por isso a sua destruição virá repentinamente; subitamente será quebrantado, sem que haja cura. (Prov.6:12-15)

C) Porque no fofocar e contender há contaminação do coração:

A pessoa que incita a desavença entre amigos, familiares ou autoridades são pessoas contaminadas intimamente, pessoas carnais tomadas pelo ódio, intriga, transgressão, orgulho, ira, etc. Deus quer tratar profundamente as nossas dores e deformações e no confessar ao Senhor há libertação, a pessoa que tem atitudes de propagar fofocas e semear contendas oculta grandes transgressões e deformações que precisam ser tratadas:

Carnalidade:
“Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens?” (I Coríntios 3 : 3)

Ódio:
“O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados.” (Provérbios 10 : 12)

Perversidade e intriga:
“O homem perverso instiga a contenda, e o intrigante separa os maiores amigos.” (Provérbios 16 : 28)

Ira:
“O homem irascível levanta contendas; e o furioso multiplica as transgressões.” (Provérbios 29 : 22)

Transgressão:
“O que ama a transgressão ama a contenda; o que exalta a sua porta busca a ruína.” (Provérbios 17 : 19)

Orgulho:
“O orgulhoso de coração levanta contendas, mas o que confia no SENHOR prosperará.” (Provérbios 28 : 25)

3) Consequências da Comunhão:

A) Na comunhão Deus ordena a benção:

Enquanto no semear da fofoca o diabo habilita toda espécie de males e divisões, no semear da paz, pureza, respeito Deus ordena a benção e derrama da sua unção, na comunhão há grandes liberações pois a “casa dividida não subsiste” na comunhão há força pois “é melhor serem dois do que um” a força é maior diante dos embates da vida, por isso o diabo quer deixar o homem só e ferido pois assim torna-se vítima fácil de coação, todos nós precisamos viver em família, firme-se na casa de Deus:

OH! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.” (Sl.133)

“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
“E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.” (Eclesiastes 4 : 9,12)

B) Porque como pacificadores somos reconhecidos como filhos de Deus:

Os filhos das trevas semeiam a contenda, a confusão, a disputa, a inveja, o ciúmes, a divisão e nisso são diferenciados os filhos de Deus, pois ele tem a capacidade de promover a paz entre os irmãos, conduzir as pessoas ao perdão, reconciliar casais, filhos divididos pelo seu amor e compaixão resgatam os verdadeiros valores da família e mostram que superar as estratégias do diabo de desanimar e desgastar a relação é o melhor:

“Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;” (Mateus 5 : 9)

“Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade.
Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” (I João 1 : 6-7)

C) Porque temos a semente da paz :

Como filhos de Deus com discernimento nunca alimentaremos sentimentos de destruição que levam a contendas e dissensões na igreja, nas famílias e relações pois o nosso objetivo é semear a Palavra e o querer de Deus nos corações e lares, tenhamos então esta atuação forte e determinada contra este mal que tanto Deus abomina, e não sejamos jamais instrumentos de contendas e divisão mas instrumento de sabedoria para expansão do reino de Deus na terra:

“E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor;” (II Timóteo 2 : 24)

“ Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria.
Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade.
Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica.
Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa.
Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.
Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.” (Tg.3:14-18)

Raquel Camargo Fragoso
Publicado no Recanto das Letras em 14/02/2011
Código do texto: T2791639

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (‘Citar a autoria de Raquel Camargo Fragoso e o blog raquelfragoso.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."

PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,002 comentários no Estudos Bíblicos.

Da Internet e em Inglês para Praticar