Home » Vida Cristã

Ansiedade ou Confiança

Avatar de Anderson Cassio Oliveira Por Anderson Cassio Oliveira em 14 de abril de 2009

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso de sua vida? (Mt 6.27)

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Hoje vivemos numa sociedade que a cada dia vive correndo, mas que muitas vezes não sabe para onde ir e aonde quer chegar.

E trabalhando no comércio, noto a necessidade que muitas pessoas tem cada vez mais de consumir exacerbadamente. Também ouço expressões do tipo. “Estou com pressa”, “esqueci de levar isso”. Também ouço as murmurações de produtos em falta e os esquecimentos (sendo muitos esquecem até mesmo o que foram comprar).

Noto a falta de tempo que sempre alegam, a frustração quando não encontram o objeto de consumo e etc.

Isso é normal para uma sociedade de hoje.

Mas uma característica se ressalta dentre todos que vivem para consumir, vivem sem tempo, vivem correndo, a maioria são ANSIOSOS. A ansiedade é um estado afetivo onde existe um sentimento de insegurança. É uma sensação que temos de fazer algo, de esperar algo imediato no “nosso tempo” (como se isso não pudesse ser realizado em outro momento). A sociedade de hoje me faz lembrar um personagem da minha infância.

Sociedade Ramster (filhotes da ansiedade)

Quando estava escrevendo esse artigo o Senhor me fez lembrar de um personagem da minha infância e através de uma analogia me mostrou a sociedade de hoje.

Faz um tempo, quando criança, minha irmã Tanise resolveu criar um ramster (ratinho) pelo qual chamamos de “Kiko” (pois suas bochechas se assemelhavam a um personagem de Tv). E a vida de kiko era basicamente, correr dentro de uma esfera, comer semente de girassol e ser admirado pelos outros, que iam esporadicamente lá em casa. Ao final de um tempo, Kiko fugiu, não se soube se sumiu ou morreu. A humanidade de hoje (a maioria cética), me fazem lembrar aquele rato. Muitas vezes o sistema do mundo e o príncipe deste mundo, tem aprisionado muitos dentro de suas próprias gaiolas (seu mundo de rotinas), fazendo correr em busca de algo.

Com isso as pessoas esquecem que existe um Deus (lembrando dele só em momentos específicos), fazendo com que vivam satisfeitos com as rotinas, buscando consumir algo para mostrar algo novo, mas momentâneo, quando na verdade existe um vazio por dentro de tudo isso. O inimigo tem feito as pessoas correrem muito, mas sem chegar a lugar nenhum (para distração), fazendo que corram para si mesmas, a ponto de serem admirados pelos outros, pelo que possuem, não pelo que são realmente (e têm). Pura ilusão. Tem feito que vivam ansiosos, sempre sem tempo, não é a toa que também uma das desculpas que muitos dão ao serem convidados para ir a casa de Deus é: “Não posso, estou sem tempo, mas quando puder eu vou”.

E por viverem atrás do vento, como diz Salomão, tudo acaba virando uma vaidade (Pv 2.11).

É por isso que muitas vezes quando vem as lutas, seus castelos de areia desabam, não são firmados em algo sólido como a rocha (Mt 7.24-27).

A sociedade de hoje vive como ratos confinados. Não é por coincidência que umas das maiores distrações da Tv são os reality shows, que mostram pessoas confinadas(como ratos de laboratório) ou digamos ramsters caseiros como os que eu tive. Não é a toa que os mesmos que dizem sem tempo, também ficam observando por horas em frente TV pessoas confinadas. Era como lá em casa, muitos na frente da gaiola, para ver os hábitos do rato. Eu e minha irmã víamos como kiko engordava e hoje a humanidade se preocupa com o que aquilo que aparenta ser em nossas vidas ou do outro, não aquilo que É.

E infelizmente, lamento dizer, que isso também reflete algumas igrejas “tipo fast food” dos nossos dias, igreja que alimenta as ovelhas com comida rápida (tipo miojo) sem proteínas para a saúde espiritual. Para uma sociedade ansiosa nada mais peculiar do que igrejas mercantilistas, vendedoras de bênçãos, cujo amor está nas riquezas. Onde o externo tem mais valor que o interno.

A respeito desses já dizia Tiago: “As vossas riquezas estão corruptas, e as vossas roupagens, comidas de traça, vosso ouro e prata foram gastos de ferrugem e sua ferrugem há de ser testemunha contra vós… Tesouros acumulastes no últimos dias” (Tg 5.2-3).

Amados, através disso, não faço apologia a pobreza, nem falo de não adquirir ,mas admoesto em como administrar o que se adquire. E infelizmente as palavras prosperidade e crescimento, estão sendo mais enfatizados em algumas igrejas cristãs do que santidade, transformação e vida moral do cristão. Existe uma inversão de valores no mundo e nas nossas igrejas, onde o supérfluo tem mais valor que o “essencial” e no meio disso tudo está o viver ansiosamente”. Frases como “eu preciso comprar isso”, “eu tenho que sair bem nisso”, eu preciso fazer isso. Eu + eu + eu…

São exigências que acabam levando as pessoas a uma convulsão doentia em ter que fazer algo e uma ansiedade frenética. O mais engraçado (para não dizer triste) é que dentro da igreja colocam Deus na história como algo do tipo. “Preciso ter isso para Deus”. Na questão de vestimenta feminina usa-se a frase: “Preciso me vestir bem ao Senhor” e muitas vezes se oculta a vaidade que se tem e até uma “inveja santa” da roupa da irmã mais abastada, quando na verdade o Senhor exige discrição das mulheres cristãs (I Pe 3.3-4).

Amados, ter algo, comprar algo não é pecado, mas sustentar a vaidade, sem a verdadeira necessidade, por falsa humildade, é sim. Portanto, a ansiedade feminina se resumirá naquilo que ela vê e deseja.

Já o homem é ansioso quando tem que tomar decisões importantes e quando é pressionado. E por isso, acaba tomando decisões erradas. Como exemplos na palavra de Deus podemos citar Adão (Gn 3.10-12). A ansiedade pode levar ao medo em muitos casos, como no caso de Abrão (Gn 12.13), seu filho Isaque (Gn 26.7). Um exemplo típico de ansiedade é Esaú que vendeu o direito de primogenitura a Jacó pela fome que sentia por um prato de cozinhado( Gn 25.30-34). Outro exemplo podemos citar Pedro, que por sua ansiedade dizia a Jesus que iria com o Senhor aonde ele fosse e que nunca o negaria (Mt 26.33-35). O ansioso faz voto de tolo (Ec 5.4-5) pelo qual Deus não se agrada e Pedro mostrava sua natureza ansiosa. Também é de Pedro aquele ato de cortar a orelha de Malco o guarda que iria prender Jesus (Jo 18.10)). A história de Pedro mostra como ele foi modificado.

Muitas pessoas acham que ansiedade é somente “estar com expectativa ou ansioso de algo”. Como já havia dito, ansiedade significa insegurança e cuidado de algo excessivamente. E muitos são os que cuidam muito das coisas deste mundo. A palavra do Senhor diz que: “A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra” (Pv 12.25).

Devemos pois, ouvir a boa palavra de Deus e confiar. Nosso Senhor deseja que estejamos livres da ansiedade e preocupações deste mundo (I Cor 7.32), pois a aparência deste mundo passam e aqueles que cuidam das coisas desta vida não darão fruto, pois os “espinhos” da ansiedade sufocam esta boa palavra (Mc 4.19). Olhe o exemplo do ansioso jovem rico que por sua ansiedade, ou seja, o cuidado excessivo por este mundo e o medo de perder suas riquezas fez com que perdesse a vida eterna (Mt 19.21-22). E quantos são os que perdem algo mais valioso por algo sem valor nos nossos dias que a traça e a ferrugem irão consumir (Mt 6.19-21). Quanto são os que hoje ajuntam tesouros celestiais? É triste ver isso no meio cristão, mas uma realidade os crentes “pavão”, que gostam de aparecer e chamar a atenção e aparentar seu exterior. Amados, o tempo se abrevia, Jesus está vindo e o Senhor avisa que aqueles que se utilizam das coisas deste mundo e compram devem viver como se nada tivessem e de nada usassem daquilo que tem. Portanto, não deixeis a ansiedade e os cuidados da vida impedirem de você ter comunhão com Deus (I Co 7.30-31).

“Que possamos deixar a ansiedade de lado, mas que sejam conhecidas a
Ele tudo nossos anseios, enfim tudo que desejamos através da oração e súplicas” (Fp 4.6).

Devemos sim é descansar e esperar Nele e confiar em suas promessas (Sl 37.7).

Confiança

“Esperei confiantemente pelo Senhor e Ele se inclinou param mim e me ouviu” (Sl 40.1).

Confiança significa segurança íntima e a palavra confiar quer dizer ter fé, esperar.

Portanto, confiança na realidade é esperar com segurança algo que irá acontecer. Entre a ansiedade e confiança existe um sentimento que se chama “perseverança” que é conservar firme em constância em algo. Nosso Deus nos mostra que para chegarmos ao alvo, chegarmos a promessa, devemos perseverar. Os confiantes não se precipitam. Eles olham a terra e mesmo vendo gigantes relatam o que sentem no coração. Se são confiantes , passarão o que sentem, ou seja , confiança (Js 14.7). Já os ansiosos se desesperam, olham para trás e contaminam os outros com seus medos (Js 14.8).A tendência dos ansiosos é desagradar a Deus, retroceder, ficar no caminho e não conquistar nada. Vejamos o exemplo dos ansiosos israelitas que construíram o bezerro de ouro (Ex 32). Eles sabiam que Moisés tinha ido ao monte para buscar a direção de Deus, mas ao ver que Moisés tardava em descer do monte fizeram pra si, um bezerro que veio a ser o deus de alguns deles, pois criam ter sidos guiados por deuses (Ex 32.4). Quando somos ansiosos, perdemos aquilo que Deus planejou, criamos nosso ídolos, colocamos reis segundo nosso coração no poder(como foi com Saul, I Sm 8.5-8) rejeitamos a Deus e sua vontade. Quando estamos ansiosos ficamos no caminho e perdemos a promessa (Nm 14.22-23).

Porém sempre no meio de ansiosos e covardes o Senhor suscita pessoa de fé, confiantes em Deus, homens e mulheres valentes, pessoas com outro espírito. Calebe era um desses que perseveraram e confiaram em Deus(Nm 14.24, Js 14.8), pois mesmo esperando um grande tempo pela promessa, não olhou para trás, até que a palavra de herança dada por Deus sobre sua vida se concretizasse. A palavra de Deus diz. “Mas os que esperam no Senhor renovam suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam (Is 40.31). Calebe, mesmo já velho, continuava forte (com sua força renovada), pois o Senhor conservou em vida com a mesma força de jovem (Js 14.10-11). Quando confiamos no Senhor, não tememos o amanhã e seus cuidos. Descansamos nele e sossegamos. Sabemos que confiando em Deus dormimos seguros (Sl 3.5; 4.8; 5.3).

Nosso Deus trabalha para aqueles que Nele esperam (Is 64.4). Ele está atento a nós (Sl 11.4), Ele não dorme (Sl 121.3-4) e nos retribui mesmo quando estamos dormindo. Os que confiam nele não são envergonhados, mas aqueles que traem o Senhor é que serão(Sl 25.1-3). Quando eu falo em descansar, esperar e confiar isto não significa que não devemos agir, devemos sim é esperar Nele, não por Ele (Sl 91.1-2). A busca deve ser nossa para que a confiança aumente e a promessa chegue. A palavra de Deus diz: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia Nele e o mais Ele fará” “Descansa no Senhor e espera Nele (Sl 37.5;7). Os que esperam possuirão a terra (Sl 37.9). Quando agimos na ansiedade nascem Ismaéis (filhos da carne), quando confiamos no Senhor nascem Filhos da promessa (Isaques)(Gl 4.23).

E esses filhos são o reflexo das nossas atitudes. Se agimos na ansiedade geramos em várias áreas de nossas vidas, frutos da carne, para escravidão, enquanto quando esperamos e confiamos em Deus geramos frutos do Espírito para a liberdade, herdando assim a promessa (Fl 4.29-31).

Amados, o relógio de Deus é diferente do nosso. O Dele é Kairós (tempo da plenitude), o nosso chronos (tempo humana). Há tempo para tudo, para todo propósito (Ec 3.1-8). Salomão mostrou sua ansiedade e quanto tempo perdeu correndo ansiosamente atrás do vento (Ec 3.3/4.16) no livro de Eclesiastes, mas seu pai Davi mostrou a confiança que tinha em Deus (por isso era segundo o coração de Deus) no livro de Salmos. Podemos nestes dois livros ver o que é viver ansiosamente e viver confiantemente.

Saiba que o Senhor conserva em perfeita paz aquele cujo propósito firme é confiar Nele (Is 26.3). Eles não serão abalados. Os confiantes são tão firmes que são comparados ao monte de Sião que não se abalam, mas que permanecem firmes para Sempre. O Senhor também fará prosperar aqueles que confian Nele em tudo (Pv 28.25).

Então meu amado(a) sabendo que ansiedade e o cuidado dessa vida para nada servem e que a confiança em Deus poderá levá-lo a lugares que nunca pensaste (I Cor 2.9). Então, porque você não coloca toda a vossa ansiedade em Deus e confia Nele.

Jesus disse: “Vinde a mim vós que estais cansados e sobrecarregados que eu vos aliviarei e achareis descanso para a vossa alma”. (Mt 11.28).

Como Jesus chamou a Marta, hoje ele te chama. “Andas inqueita e te preocupas com muitas coisas” (Lc 10.41) e ele chama tua atenção dizendo:

“Filho(a) larga mão de ser “Marta” e escolha a melhor parte (Lc 10.42).

E a melhor parte é confiar em Deus, pois aquele que prometeu é fiel.

Amém.

Anderson Cassio de Oliveira – escritor cristão, líder da igreja
Aliança de Itabuna e do Grupo interdenominacional com Cristo

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

4 comentaram, comente você também!

  1. Parabem! Que o Senhor continue lhe abençoando pela sua intrepidez no Senhor Jesus Cristo em buscar e transmitir a revelação da palavra de Deus sendo orientado pelo Espirito santo(Pv.2:6,9-11).
    Eu estava meditando nas palavras biblicas, sobre, “ansiedade” referente o 5º mergulho de Naamã no rio jordão, para pregar no culto da campanha de curas e libertação. Quando resolvi buscar algo a mais sobre o termo “ansiedade” e ´dentre outros, me deparei com este ensino na qual foi muito rico para o meu conhecimento.

  2. A Paz do Senhor. Sou Evangelista do Ministério Assembléia de Deus em Vila Bela da Santíssima Trindade – MT.

  3. Parabéns, muito bom esse artigo, estou no inicio da minha vida cristã e sou muito ansiosa esse artigo acima me ajudou muito e tenho plena certeza de que DEUS não agi na ansiedade!

  4. ameiii,foi uma bencao eu ler esse estudo!para gloria de DEUS!parabens!q DEUS continue te usando,,em sabedoria e conhecimento,,pra ELE,pra honra DELE!,,,,

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,002 comentários no Estudos Bíblicos.