Home » Vida Cristã

A Liderança de Jesus

Avatar de Redação Gospel+ Por Redação Gospel+ em 22 de outubro de 2007

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Este artigo é resultado de uma entrevista, a qual fui questionado sobre a liderança de Jesus da seguinte forma:

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Como foi tal liderança? Quais os métodos utilizados?

Os pastores e líderes têm seguido o exemplo de Jesus? Ele foi o maior líder que existiu? Por quê?

A fim de se entender como Jesus exerce a maior influência que qualquer homem teve na história, quero observar alguns conceitos que a Bíblia nos traz.

Em Romanos 8:29 vemos que Jesus é o “primogênito” entre muitos irmãos, ou seja, o primeiro filho de Deus. No verso 14 diz que os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Com isso, quero demonstrar um princípio: a primeira qualidade de filho de Deus é ser guiado pelo Espírito Santo. Para se entender como Jesus viveu e estabeleceu esse conceito, Hebreus 5:8 mostra que Ele aprendeu a obediência nas coisas que sofreu. Entendo que Ele passou por uma “escola de preparação no espírito”, a fim de exercer a maior liderança de todos os tempos. É verdade que essa liderança sobre a Terra foi destinada a Adão e Eva. Contudo, ao não se submeter em à vontade de Deus, eles trouxeram à existência o pecado na humanidade.

Quando Jesus é introduzido na história da humanidade, vemos que o maior líder abre mão de Sua essência divina e, em obediência à vontade de Deus Pai, se torna igual àqueles a quem vai liderar. Em primeiro lugar, Sua liderança está fundamentada no Seu destino e, em segundo, no amor ao Pai. Ela não foi imposta por homens, mas surgiu de uma influência pessoal exercida sobre aqueles que desejaram seguí-Lo.

A liderança de Jesus vem da revelação de Deus Pai sobre Seu destino aqui na Terra. Isso traz o conceito de Romanos 12:1-2, onde ensina que devemos submeter nossos corpos como sacrifícios vivos ao Senhor, a fim de experimentarmos qual é a Sua boa, agradável e perfeita vontade para nós. Jesus dizia que seu alimento era fazer a vontade do Pai, pois Seu sustento físico vinha em cumprir a vontade do Pai. É dessa atitude que fluem os princípios de autoridade e influência de Jesus. No evangelho de Lucas, ao ser questionado com que autoridade Ele expulsava demônios, Ele afirma que o Filho por si nada faz, mas tudo que viu e ouviu o Pai fazer. Mesmo em Sua vida como homem sem pecado, Jesus não fazia nada sem a direção do Espírito Santo. A autoridade e influência sobre pessoas eram firmadas em uma direção de Deus e em submissão total ao Espírito Santo.

A postura de Jesus como líder é firmada em princípios de Reino de Deus, em viver os princípios de amor descritos em 1 Coríntios 13, e demonstrando frutos do espírito descritos em Gálatas 5. Ele demonstrava amor e frutos do Espírito com todos, e não somente com Seus discípulos. Afinal, Ele deu Sua vida por todos, e não somente por aqueles que criam nEle.

Jesus exerceu Sua maior influência sobre aqueles que criam nEle: Seus discípulos. Nisso quero observar algo que ele ensinou sobre liderança: aqueles que querem ser líderes devem servir aos outros. Interessante que Jesus não usava títulos para Se projetar diante dos homens, mas foi diante de uma revelação do Espírito Santo sobre sua identidade que declarou de diversas formas que Ele era o Filho de Deus, o Messias e o Salvador. Por isso, Seus discípulos criam. Sua liderança foi benéfica e buscou fazer com que cada discípulo descobrisse qual era a vontade de Deus Pai para sua vida, assim como aconteceu com Ele próprio. É como se Ele fizesse um convite: “olhem para minha vida e verão que vale a pena fazer a vontade do Pai. Porque ela é boa, agradável e perfeita”.

A autoridade de Jesus se estabelece sobre a vida daqueles que voluntariamente se submetem a Sua liderança. De forma profética, Ele veio estabelecer o caminho de salvação para a humanidade, mas temos que entender que essa vontade foi estabelecida pelo Pai, e não pelo próprio Jesus. E por estar submisso à vontade do Pai, Ele era respaldado com a manifestação de poder do Espírito Santo, quando realizava curas, libertações, purificações de leprosos, ressurreição de mortos e na manifestação de santidade que emanava de Sua vida. Esses respaldos de Deus em Sua vida deram autoridade em sua pregação: “arrependei-vos, pois é chegado o Reino dos céus”.

Verdadeiramente Jesus é o maior líder de todos os tempos. Porém, na minha opinião, não se pode apontar certos princípios de liderança senão a razão pela qual Ele veio para a Terra. Sua liderança aconteceu porque Ele soube obedecer ao Espírito Santo e, assim, o Pai estabeleceu uma “jurisdição espiritual” na Sua vida que impactou não somente os discípulos daquela época, como impacta vidas até hoje. Ele não escolheu se tornar um líder mas, sim, foi a vontade de Deus Pai. Isso porque Ele aprendeu a obedecer a vontade do Pai revelada pelo Espírito Santo que habitava nEle.

Quanto aos métodos de liderança utilizados por Jesus, é simples: o filho de Deus é guiado pelo Espírito Santo. É o Espírito Santo quem estabelece a liderança e o campo de influência mediante a obediência de um filho de Deus. Há líderes e pastores que seguem esse exemplo hoje? Alguns sim, outros não. Observa-se algumas qualidades semelhantes à liderança de Jesus em líderes cristãos e em não cristãos, mas a questão é: queremos qualquer liderança ou uma que traga o Reino de Deus para a Terra? A liderança que traz o Reino de Deus para Terra precisa seguir o exemplo de Jesus, o primogênito.

Por sermos redimidos pelo Seu sangue, devemos seguir Seus exemplos e nos submeter ao Espírito Santo, permitindo sermos guiados por Ele. É Ele quem vai estabelecer esse nosso campo de liderança e influência, seja no lar, na escola, em uma congregação, no trabalho, no hospital ou em uma empresa. A questão é: nos tornaremos líderes pelo nosso próprio esforço ou nos submetendo ao Espírito Santo, à imagem daquilo que Jesus fazia? Pois foi assim que Ele se tornou o maior líder de todos os tempos.

Por Mike Shea

Artigo extraido do site www.casadedavi.com.br

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."


PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

2 comentaram, comente você também!

  1. como devo destacar a necessidade de compromisso com os trabalhos da igreja,de forma inspontânea,que é a vontade de Deus, para os membros, sem deixa-los ofendidos? (preciso de um auxílio bíblico em relação a isso)

  2. Os atos dívinos d Jesus,encluíndo o d lider.Se deve,pela própria exência d quem ele era.Com certeza a bíblia nos revela d Gêneses a Apocalipse,q Jesus era o próprio Deus aqui na terra.Nunca ouve separação,pai e filho são um só.mostrando q Deus é somente um só.E ñ deus pai,deus filho.Ai é separação e introdução d satanás para nos pegar em armadilha,preparada por ele para exaltar-mos a dois ou três deuses.É morte eterna irmãos.Deus é único em tdos os sentidos.O ato d tdos os Apostolos é uma grande e contudente prova.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 4,983 comentários no Estudos Bíblicos.