Home » Opinião, Teologia, Vida Cristã

A Ausência de Perdão Produz Tormento para nós Mesmo

Profile photo of Diogo Queiroz Fontes Por Diogo Queiroz Fontes em 21 de setembro de 2009

Estudos Bíblicos em seu email

Receba Estudos Bíblicos em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook




Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel



A Ausência de Perdão Produz Tormento para nós Mesmo

 

Texto Base: Mateus 18: 23 a 35.

Introdução: “E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida.”(vs. 34). Os verdugos não eram simplesmente guardas da prisão, mas carrasco que tornavam a vida do prisioneiro mais amarga que com uma vara ou um chicote, espancavam diariamente os criminosos e os atormentadores constantemente. Verdugos = Atormentadores. O principio básico que o Senhor Jesus quer nos ensinar aqui, é que aquele que se recusa a perdoar, que oculta a raiva, o rancor, a mágoa em seu coração em relação à outra pessoa, será atormentado por pensamentos e sentimentos ou por uma intranqüilidade interior.

Ausência de perdão gera diversos verdugos (atormentadores):

1 – Verdugos Emocionais: Uma vida azeda, amarga, fechada, desconfiada, que não consegue se abrir com ninguém, vivendo irritado, etc…
 

2- Verdugos Físicos: Sugerem enfermidades. O salmista no Salmo 32 nos fala que enquanto ele guardava o pecado escondido, sentia seus ossos envelhecerem, havia gemidos, e seu vigor tinha se tornado em sequidão, ou seja, seco- sem água, que a refrigera, umedece e lava.

3 – Verdugos Espirituais: Ou seja, uma relação obstruída com Deus. Mateus 5.23,24. “Te lembrares”, ou seja, ele estava tentando estabelecer uma comunhão com Deus, uma relação mais intima e sua consciência o acusou. Ele se lembrou que existia uma diferença com um irmão e teria agora que parar tudo, deixar ali a sua oferta e ir primeiro acertar as contas com este irmão, caso contrário o culto não seria aceito, devido à relação dele com Deus está obstruída.
 

Conclusão: Amados, nada que o homem possa nos fazer, compara-se ao que temos feito a Deus! E que continuamos a fazer diariamente.

   E se Deus tem perdoado nossas dívidas para com Ele, como podemos deixar de oferecer este perdão aos outros que, comparativamente, nos devem tão pouco. Tudo que venhamos fazer no sentido de perdão não passa de sombra da Divida que lhe foi perdoada na Cruz!
 

 

Lembre-se: Você é o Alvo do Amor de Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 

 

Diogo Q. Fontes

"As opiniões ditas pelos colunistas são de inteira e única responsabilidade dos mesmos, as mesmas não representam a opinião do Gospel+ e demais colaboradores."

PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

6 comentaram, comente você também!

  1. parabens!!!

    descobri esse site hj,e amei o conteudo
    de:a experiencia de Jesus no deserto.

  2. rozineide araujo borges santana disse:

    gostaria de saber, quando saberei se perdoei o meu esposo. a dois anos atras, já na presença do Senhor ele me taiu com uma garota do bairro. fiquei sabendo por um casal de amigos cristãos. um ano depois ele confessou o fato. não briguei com ele, não tive palavras.somente olhei p/ ele e perguntei se já havia pedido perdão a Deus. ele respondeu sim! virei p/o mesmo disse quem sou eu p/ não te perdoar! Dai endiante não tenho confiança +, não tenho paciencia com ele, não consigo abraça-lo,vivo uma vida normal com ele.as vezes me pego chorando sem motivos aparentes, e sinto-me uma tristeza dentro de mim! Acho que não me perdoei por ter-lo perdoado! não tenho orgulho dele ser meu marido, não consigo me envolver abertamante como antes! sinto que estou me afastando de fazer a obra do Senhor como antes! eu tenho 5 anos conversão. e 2 anos que fui traida! me ajude em oração por favor! obs; não tenho desejo de vingança. mas tenho vontade de me separar! não fiz por causa da palavra do Senhor,acho que irá denegrir a imagem de cristo! preciso de orientação, nunca abrir meu coração p/ ninguem a respeito dessa situação! obrigada fika com Deus!.

  3. este artigo sobre o perdao e maravilhoso;desperta em nos um temor e um sentimento de responsabilidade pelos nossos atos. que Deus continue usando e revelando os seus misterios ao nosso amado irmao e pastor DIOGO; amem.

  4. Oi Rosineide, Gaça e paz,
    Li seu testemunho e me vi na obrigação de responde-la. A primeira coisa que precisa entender é que perdão não é um sentimento,mas um mandamento, não fazemos quando sentimos vontade, mas quando necessita-se dele. Perdão também não é esquecer. Há o esquecimento emocional e o emntal. o verdadeiro perdão deve ser emocional,pois nunca será mental. Isso quer dizer que vc vai precisar lembrar da ofensa, sem permiitir que ela traga a tona os mesmos sentimentos que a machucaram no dia que soube deles. Quando isso acontecer vc terá entendido o perdão. Seu esposo já carrega o peso da culpa, o que ele precisa agora é de um ato de amor comoo o que Cristo deu a mulher adultera, quando todos a condenaram ele estendeu a mão, quando a julgaram, ele esteve ao lado dela, quando a maltrataram ele estendeu a mão. Da mesma forma que Ele fez com vc quando ainda era pecadora. A benção do perdão ~é sempre maior pra quem dá do que pra quem recebe. Deus te abençoe. estou orando por ti e seu casamento.

  5. sempre q/ faço alguma coisa sem pensa fico me culpando o tempo todo ,se magoei alquem fico a pensa .Pq e pq ,que chato ,nao consigo controla minhas atitude ,minhas palavras .peço sempre pra Deus ,pra direcinar minha vida e em nome de Jesus vou consigui .bjssss

  6. Rozineide Araujo eu li a sua historia ,ja passei por isso,e por muito tempo eu fiquei assim tambem ,fui consiguindo intimidade com Deus ,foi dificio consiguir ,tive que esta buscando me santifica o tempo todo ,so assim ,consigui senti uma coisa muito forte ,Deus falando comigo ,eu podia ouvi a voz de Jesus no meu coraçao,eu sentia que DEus estava triste ,que meu esposo era tambem filho dele,e Deus estava permitindo aquilo acontecer ,que eu podia descansa ,descansa em Deus . agora eu penso que e ele e Deus ,e todos os dias peço a Deus que direciona os caminhos dele ,tenho consiguido viver em paz .Quando ele chega do trabalho fico me policiando ,e vejo a façe de cristo nele ,consigo trata-lo com carinho,vivo com alegria ,na dependencia de Deus.bjssss.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 5,005 comentários no Estudos Bíblicos.

Da Internet e em Inglês para Praticar